Grupo ‘Amigos de Boca do Acre’ dá lição de responsabilidade social

Escrito por Agostinho Alves do Vale em . Publicado em GERAL

O básico que não é realizado pelo poder público, os ‘Amigos de Boca do Acre’ estão se propondo a fazer. Foi justamente com esse pensamento que um grupo nasceu no seio da Unidade do Estado do Amazonas, com o propósito de agir em questões singelas que os administradores do município não conseguem cumprir. Sem intencionar promoção pessoal, a agremiação não tem finalidade eleitoreira, muito menos econômica, uma vez que, conforme os próprios integrantes, o objetivo é cuidar da cidade por amor à terra mãe.

Segundo os próprios fundadores, apesar de o nascimento da agremiação não ter finalidade política, o seu aparecimento se deu exatamente pelo fato de as figuras públicas não atuarem para levar à população serviços primários, porém fundamentais.

Primeira ação

A primeira vez que o grupo mostrou a cara foi na semana passada, quando houve um ato de higienização da orla municipal, que exibia sinais de desleixo da gestão pública e falta de bom senso de um dos principais comerciantes da cidade, que usava o espaço como lixão, depositando uma quantidade significativa de caixas, entre outros resíduos sólidos que deixavam uma imagem feia de abandono e descuido.

Mãos à obra

Os amigos, por sua vez, empunharam ferramentas de limpeza e pinturas, limparam o espaço e pintaram alguns trechos. Como extensão dos trabalhos, os ‘Amigos de Boca do Acre’ mandaram confeccionar uma grande caixa de lixo e entregaram ao comerciante, pedindo dele a colaboração de não mais jogar os detritos na orla.

Mais ações

Outra ação social do grupo ocorreu no conjunto Antônio Jorge, quando foi promovido o Dia das Crianças para os pequenos moradores de um dos locais que concentra os maiores problemas sociais.