Com Agostinho Alves - email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


Medidas impopulares

Escrito por Agostinho Alves do Vale. Publicado em OPINANDO

Já tem vereador mal intencionado querendo pedir a cabeça do presidente Adautivo. Adautivo instituiu um conselho gestor na Câmara Municipal de Boca do Acre, que na prática, nada mais é do que uma forma de evitar que os bandidos do colarinho branco venham pedir propina ao gestor do Legislativo, até porque, com o conselho, cada centavo da CMBA que for gasto, terá que passar pelo crivo do colegiado.

Barbosa na berlinda

É o que se conta nos bastidores da política bocacrense, que as atitudes do secretário de Saúde, Manoel Barbosa, têm desagradado demasiadamente o grupo de Zeca Cruz e o próprio prefeito.

Que atitudes?

Contratar o que eles chamam de o “povo do 55”, usar a secretaria como trampolim para uma campanha, entre outras atitudes de Barbosa que o colocam como sério candidato a não permanecer à frente dos trabalhos.

Parafraseando

Ouvi isso na Escolinha do Professor Raimundo e resolvi parafrasear: No Japão, o asfalto é feito em 02 horas e dura 50 anos, na Alemanha, o asfalto é feito em uma hora e dura até 80 anos. Em Boca do Acre, o asfalto é feito em 20 anos e dura meia hora.

Adautivo pode renunciar: motivo; desilusão

Os bastidores da política também dão conta de que o vereador Adautivo da Silva estaria desiludido com a política e já estaria pensando em renunciar ao cargo. Os boatos são de que o presidente da Câmara Municipal de Boca do Acre estaria sofrendo pressão por parte dos vereadores para ceder à uma possível farra dos agentes políticos, que foram eleitos para cuidar do que é público, mas parecem estar mais interessados no próprio bolso e na família.

Perseguição

Em órgão público existem os incompetentes, burros e imbecis, que não entendem patavinas do que fazem e por causa de um cargo temporário, se acham no direito de perseguir politicamente quem realmente entende do assunto. Não é um governo de técnicos, mais parece um governo de fotógrafos, de modinhas, de pessoas que não entendem absolutamente nada da função e se acham no direito de humilhar aquele que é preparado, tem conhecimento, tudo porque a pessoa não acompanhou o grupo político que aí está.

Zeca não responde mais mensagens

É o que estão dizendo várias e várias pessoas, correligionários de Zeca Cruz, que se mostram decepcionados com o prefeito, dizendo que a mudança foi profunda e decepcionante. A reclamação é que o mandatário quando é perguntado sobre certas promessas que havia feito individualmente, simplesmente não responde.

A família colocando pressão

Quem tanto discursava pela mudança, pelo bem comum, por uma gestão para todos, está atualmente muito diferente depois que se viu no poder. As famílias estão exigindo cargos, benefícios, moleza, vida boa.

O atual grupo é bem pior

Um amigo, que não posso revelar o nome, disse: “Eu apoiei esse grupo, pedi votos, porque acreditava que seriam eles a mudança para Boca do Acre, mas eu estou vendo que tiramos um grupo ruim e colocamos um que é bem pior”.

Sabia criticar, mas não sabe ser criticado

É ridículo, porém, a mais pura verdade. O atual grupo que está gerindo Boca do Acre é bem pior de lidar do que o anterior. Parecem pessoas ávidas pelo poder, com sede de mamar na teta da prefeitura e por isso reagem violentamente contra qualquer que seja a crítica. O interessante é que passaram quatro anos sabendo tecer críticas e agora, as mesmas críticas que faziam, estão recebendo e não estão gostando. Hipocrisia é a palavra que define o grupo de Cruz.